English French German Spain Italian Dutch Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified

Os anos dourados de Altinópolis.

by José Márcio Castro Alves

Coimbra Damazio Zuccolotto (1915 – 2007) foi o maior prefeito que Altinópolis já teve, segundo palavras do seu sucessor, o Dr. Alberto Crivelente.
Coimbra é o mais velho da primeira geração dos Zuccolottos que vieram pra Altinópolis, família italiana que também se aparentaria com as famílias Vicentini e Raffaini. Trabalhou como fiscal da fazenda Jatobá, de propriedade do prefeito Joaquim Ferreira, e foi vereador por 12 anos, sendo também presidente da Câmara Municipal, no tempo em que vereadores não eram remunerados e tudo funcionava bem. A corrupção era coisa de ficção que só viria a se concretizar em números assustadores após o período chamado de redemocratização do país, onde os opositores ao regime militar mostrariam a quem servem e para que vieram.
Coimbra foi o fundador da COHAB de Altinópolis e faz questão de frisar que prefeito algum deu casa para qualquer mutuário.
--- É o Estado quem constrói e o mutuário é quem paga, mas paga ao estado, e não a prefeito algum, diz o prefeito Coimbra em réplica a muitos prefeitos demagogos e corruptos que usaram casas populares como chantagem do voto para edificarem horrendas oligarquias políticas em vários municípios brasileiros.
Coimbra Damazio Zuccolotto nasceu, viveu e morreu pobre, aos 92 anos. Um homem simples que deixaria sua marca na história do esporte amador da cidade. Foi um dos incentivadores e também presidente do glorioso AFC, Altinópolis Futebol Clube, além de ter deixado seu nome gravado em inúmeras edificações da cidade como prefeito municipal.
Ainda em maio de 2006, um ano antes da sua morte, ele nos receberia para a última entrevista, onde relembrou os seus feitos e a sua gloriosa terra natal, Altinópolis, sua grande paixão.